• PT
  • EN
  • FR

Encontram-se abertas, no Comité Olímpico Cabo-verdiano, as inscrições para uma bolsa de estudos em Administração Desportiva, com lugar na Universidade Olímpica Internacional da Rússia.

O curso dirigido a agentes desportivos no geral é desenvolvido em conjunto com a Associação de Comité Olímpicos Nacionais.

Para preencher os requisitos de candidatura os interessados deverão entregar na sede do Comité Olímpico Cabo-verdiano, em Achada de Santo António os seguintes documentos, que serão posteriormente analisados.
- Carta de Motivação;
- Curriculum Vitae;
- Carta de recomendação;
- Cópia do passaporte;
- Cópia do Diploma de Formação Superior;
- Comprovativo de domínio da língua inglesa.

As inscrições terão término a 31 de Março deste ano.

Para mais informações contatar o responsável pela área académica do COC – Emanuel Passos – pelo e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O Comité Olímpicos Cabo-verdiano acaba de abrir inscrições para uma bolsa de estudo, para treinadores, nas Ciências Aplicadas ao Desporto (CAD), com lugar no Centro de Alto Rendimento Sant Cugat, na Catalunha.

A formação suportada pela Solidariedade Olímpica é dirigida a treinadores envolvidos no alto rendimento e terá lugar de 06 de abril a 4 de junho de 2017. 

Para se candidatar os interessados deverão ter os seguintes documentos e requisitos:
- Carta de Motivação;
- Curriculum Vitae;
- Carta de recomendação;
- Cópia do passaporte;
- Cópia do certificado de habilitações literárias;
- Atestado médico.

As candidaturas deverão ser entregues na sede do Comité Olímpico Cabo-verdiano, na Achada de Santo António, até o dia 05 de Março.

Para mais informações contatar o responsável pela área académica do COC – Emanuel Passos – pelo e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

A Presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Filomena Fortes, participou, nesta quarta-feira, no encontro da Rede das Cidades Educadoras, que decorreu na cidade da Praia, por convite do Presidente da Câmara Municipal, com a incumbência de mostrar como o desporto pode servir para promover integração das pessoas em projetos educativos.

Sob a temática "Experiência de boas práticas no Desporto em Cabo Verde", Filomena Fortes apresentou aos presentes o projeto VerdeOlympics que correu todas as ilhas do país, e que hoje é um dos projetos pré-escolhidos pelo Comité Olímpico Internacional para servir de exemplo em todo o mundo como projeto virado à preservação ambiental através do desporto.

A apresentação mostrou um grande exemplo de como chegar às pessoas, que são parte mais importante que compõem as cidades, e fazer com que sejam parte integrante de um projeto que beneficia a todos, perguntando sempre o que esperam das instituições, para que se sintam também envolvidos na sua organização.

O encontro das cidades educadoras reuniu responsáveis camarários, ONGs do país e internacionais, para debater várias questões que designam a função das cidades, envolver, conscientizar os munícipes para a convivência sã em termos patrimoniais, culturais e sociais traduzindo em capital educativo.

O primeiro Presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Antero Barros, completaria neste dia 23 de fevereiro o seu 95º aniversário, se estivesse vivo.

Um exímio desportista, associado ao futebol, ao golf e ao cricket, foi Presidente da Federação de Futebol de São Vicente, fundador do Club de Golf de São Vicente e Presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano de 1990 a 2002.

Professor de carreira Antero Barros foi um dos fundadores do Comité Olímpico, que juntamente com vários agentes desportivos do país, impulsionaram o Movimento Olímpico nas ilhas e garantiu a primeira participação de Cabo Verde nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996.

O professor faleceu em outubro de 2011 em Portugal, depois de uma prolongada doença.

Em 2016 o Comité Olímpico Cabo-verdiano homenageou todos os fundadores da organização e atribui ao primeiro Presidente, que esteve representado pela filha, o galardão de Ordem Olímpica de Cabo Verde, que na altura foi recebido com muita emoção pela família.

O Comité Olímpico deixa mais uma vez uma mensagem de conforto aos familiares

O Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) e a empresa de transportes ecológicos, ECO Bus, rubricaram esta terça-feira, 21, um protocolo de cooperação, com vista a colaboração nas diversas atividades desenvolvidas pela instituição olímpica cabo-verdiana.

O acordo ora rubricado será um chapéu que será moldado para para os diversos eventos, e mostra mais uma vez a preocupação do COC com as questões ecológicas.

Para as duas instituições será uma parceria que a ajudará a ambas na realização das suas atividades e é uma combinação importante do desporto com questões ecológicas.

De realçar que a ECO Bus é uma empresa de transportes cabo-verdiana, que faz a reutilização óleo usado na cozinha para abastecer os veículos da sua frota.