• PT
  • EN
  • FR

O atleta Jordin Andrade venceu nesta quarta-feira a sua segunda prova ao serviço do Sporting de Portugal, com lugar na cidade de Huelva na Espanha, conseguindo fazer a sua melhor marca da época, com 49,65 segundos

O metting Ibero-americano reuniu atletas com nível considerado na cidade de Huelva, na Espanha, mas Cabo Verde se destacou uma vez mais com o melhor tempo.

O sentimento de Jordin era de grande satisfação depois da vitória e revelou que a sua ida ao Sporting tem sido um grande desafio, pois a agenda de provas é muito alargada o que permite a sua permanência em forma.

Assim as provas continuam para o atleta cabo-verdiano, o próximo desafio será na Suécia a 29 deste mês.

O objetivo é alcançar os mínimos para o mundial que terá lugar em Londres a 04 de Agosto deste ano.

Jodin aproveitou também para agradecer o apoio que tem recebido pelos cabo-verdianos.

O atleta Olímpico Jordin Andrade encontra-se em Portugal para treinar e competir pelo Sporting Clube de Portugal, durante o verão com  o objetivo de manter a forma fisíca.

O atleta, que representou Cabo Verde nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 por mérito próprio e levou o país à semi-final da prova dos 400 metros barreiras, chegou na semana passada às terras lusas e pretende ficar por enquanto.

Amanhã, 14 de junho, estará em mais uma prova na Espanha, no Metting de Ibero-americano de atletismo, depois de vencer o campeonato de Portugal no passado sábado, não tendo direito a medalha por ser estrangeiro.

Jordin está em alta forma e promete fazer mais nas provas que se seguem.

O Meeting Ibero-americano conta com participação de atletas com certo nível, vindos de várias partes do mundo, mas Jordin promete dar o seu máximo para alcançar a melhor posição possível.

O projeto do Comité Olímpico Cabo-verdiano, M-Olympics, estará na ilha do Maio, a partir da próxima segunda-feira, 22, com o propósito de encorajar e incitar a mudança de perspetiva sobre a equidade do género no Desporto.

Neste âmbito arranca, na próxima segunda-feira, o workshop sobre a organização de eventos desportivos, na sala da Cruz Vermelha, no Porto Inglês, das 17:00 às 21:00 horas, tendo como pano de fundo uma maior participação de mulheres no desporto, dirigido a agentes desportivos, professores e interessados.

Este workshop engloba vários módulos, desde o olimpismo, os benefícios do desporto, a criação de projetos desportivos, até a participação feminina no desporto.

Após dias de formação, os formandos terão a oportunidade de organizar por si mesmos um mega evento desportivo, no estádio municipal da ilha do Maio, no dia 27, pelas 08:00 horas, cuja perspetiva é haver um número equilibrado de meninas e rapazes, praticando diversas modalidades em um só local.

Este é um projeto que irá correr todas as ilhas do país nos próximos meses, sendo que na última edição juntou mais de 1600 crianças em Tarrafal de Santiago, no mega evento desportivo, e o próximo beneficiário será a ilha de São Nicolau.

 

O Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) irá organizar, de 16 de junho a 01 de julho, mais uma Jornada Olímpica em comemoração do Dia Olímpico, que se celebra a 23 de Junho, em celebração ao renascimento do Olimpismo na Era Moderna.

Neste âmbito várias atividades terão palco em todas as ilhas habitadas do país, no intuito de levar o olimpismo a todos os cantos de Cabo Verde.

As atividades arrancam já no dia 16 desde mês, na ilha da Brava e do Sal, com provas de atletismo, demonstração de defesa pessoal e clínica de basquetebol feminino, respetivamente.

No entanto a atividade central do Dia Olímpico terá lugar na ilha de São Nicolau, a 24 de junho com uma edição do programa M-Olympics, no estádio municipal da Ribeira Brava, a partir das 08:00 horas.

Nos dias que se seguem estão na agenda diversos eventos, que vão desde desmonstração de modalidades olímpicas até palestras sobre ética no desporto e Olimpismo.

A Jornada Olímpica é um evento celebrado em todo o mundo, pelos 206 países membros do Comité Olímpico Internacional, em celebração do Dia Olímpico.

23 de junho de 1894 ficou marcado historicamente como o dia em que Pierre de Coubertin, considerado o pai do Olimpismo, reuniu em Paris em conferência representantes de vários países, para lançar as novas bases do Olimpismo e anunciar o regresso dos Jogos Olímpicos.

A primeira atleta olímpica de Cabo Verde, Isménia Frederico, é agora parte da rede de formadores locais outreach do programa de apoio aos atletas em final de carreira, (ACP) depois de ter participado no train the trainers, que decorreu na cidade da Praia no passado mês, reunindo atletas de vários países africanos.

A confirmação da boa assistência ao curso chegou nesta terça-feira, por parte do Comité Olímpico Internacional, fazendo com que Isménia Frederico, tenha a competência de liderar os workshops do COI sobre o programa, organizados pelo seu Comité Olímpico Nacional, ou seja pelo COC.

Lembre-se que, no final do mês de Abril Cabo Verde recebeu o II Fórum de Atletas, com o objetivo de ajudar os atletas a delinearem melhor o seu futuro fora das competições, ministrado pelas ex-atletas Olímpicas, Kady Kanouté, Susana Feitor e Cláudia Bokel.

A seguir ao fórum foi realizado, um train the trainers (formação de formadores) com atletas e ex-atletas de vários países da África, como propósito de promover a replicação dos workshops, no qual Isménia foi a representante de Cabo Verde.

Esta iniciativa faz parte dos esforços do Movimento Olímpico para apoiar os atletas e está alinhada com a Agenda Olímpica 2020 e o quadro estratégico da Comissão de Atletas do COI.