• PT
  • EN
  • FR

O presidente da Comissão Médica do Comité Olímpico, Dr. Humberto Évora é convidado de um debate sobre “Desporto e lesões”, organizado pela Sportsmídia, esta sexta-feira, na ilha São Vicente, pelas 17:30.

Um debate aberto ao público interessado, que também tem na mesma linha a temática da Ética no desporto abordado por Luís Cardoso da Silva.

Entre estes dois temas-chapéu vários outros subtemas estão agendados como “Medicina desportiva, ponto de situação de Cabo Verde”, apresentado por Humberto Évora, “Lesões mais comuns no futebol” e “Prevenção de lesões” abordado pelas fisioterapeutas Liliana Oliveira e Patrícia Camões, respetivamente.

O debate terá lugar no centro de estágios da Federação Cabo-verdiana de futebol.

Lembre-se que Humberto Évora foi recentemente escolhido como membro da Comissão Médica da Associação de Comité Nacionais Olímpicos Africanos (ACNOA).

 

A presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Filomena Fortes, está, hoje, 16 de fevereiro, presente na reunião da Associação dos Comité Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa, com duração de dois dias, na cidade de Luanda, Angola.

Esta que é uma reunião ordinária que pretende saber o ponto de situação dos comités olímpicos membros, bem como a situação da Associação que se quer reavivar com a discussão dos estatutos e a eleição dos novos corpos gerentes.

A última reunião da associação teve lugar em Lisboa no ano transato.

 

Por convite do Comité Olímpico Internacional e do Comité Olímpico de Moçambique, o Comité Olímpico Cabo-verdiano, representado pelo secretário-executivo, Leonardo Cunha, estará presente, a partir de 19 deste mês, num curso de indução para os cursos de Administração no Desporto, com lugar no Comité Olímpico de Moçambique, onde quatro candidatos irão ser certificados como directores nacionais para estes cursos.

Além da formação o curso servirá igualmente para troca de conhecimentos para projetos que o Comité Olímpico de Moçambique e de Cabo Verde, pretendam desenvolver. No caso de Cabo Verde, conforme explica Leonardo Cunha, "é importante verificar o programa Olympafrica em Moçambique que é um dos que tem melhor reputação em África". 

Deste intercâmbio pretende-se trocar experiências ao nível da governação dos Comités Olímpicos e igualmente de troca de exemplos de sucesso nos programas de desenvolvimento através do Desporto. No mesmo âmbito pretende-se identificar um (ou mais candidatos) para o Programa de Diretores do Comité Olímpico Internacional.

COC em formação de indução a cursos de Administração no Desporto em Moçambique

Ao convite do Comité Olímpico Internacional e do Comité Olímpico de Moçambique, o Comité Olímpico Cabo-verdiano, representado pelo sercetário-executivo, Leonardo Cunha, estará presente, a partir de 19 deste mês, num curso de indução para os cursos de Administração no Desporto, com lugar no Comité Olímpico de Moçambique, onde 4 candidatos irão ser certificados como directores nacionais para estes cursos.

Além da formação o curso servirá igualmente para troca de conhecimentos para projetos que o Comité Olímpico de Moçambique e de Cabo Verde, pretendam desenvolver. No caso de Cabo Verde é importante verificar o programa Olympafrica em Moçambique que é um dos que tem melhor reputação em África.

Deste intercâmbio pretende-se trocar experiências ao nível da governação dos Comités Olímpicos e igualmente de troca de exemplos de sucesso nos programas de desenvolvimento através do Desporto. No mesmo âmbito pretende-se identificar um (ou mais candidatos) para o Programa de Diretores do Comité Olímpico Internacional.

Após uma formação em FutbolNet, da Fundação Barcelona em consonância com a Fundação Internacional Olympafrica e o Comité Olímpico Cabo-verdiano, sob a organização do Clube Olimpico de Santa Cruz, cerca de 250 alunos da escola secundária daquele município, vão fazer uma visita ao estádio Nacional, esta sexta-feira, 16, pelas 10:00 horas, onde irão aprender mais sobre a modalidade.

Sob a coordenação do Clube Olímpico de Santa Cruz os alunos do 10º ano irão ter uma visita guiada ao Estádio Nacional que terminará com uma apresentação sobre FutbolNet, para logo depois ter lugar uma partida da modalidade.

De realçar que o FutbolNet é uma forma diferente de jogar futebol, onde o objetivo não é apenas jogar à bola. As regras são baseadas em valores sociais, estipuladas por um coordenador conforme temática escolhida para a partida.

Valores como o espirito de equipa, o fair-play, o respeito pelo adversário, amizade, entre outros, são o os elementos mais importantes da partida que nem sempre tem o golo como sinal de pontuação.

Esta visita contará com a presença do Presidente do Clube Olímpico de Santa Cruz, Sabino Correia.

Santa Cruz recebe de 07 a 09 de Fevereiro, a partir das 08:30, no Centro de Emprego e Formação Profissional, um curso de FutbolNet, destinado a agentes desportivos do município, no âmbito do torneio com o mesmo nome que deverá ser realizado em Cabo Verde, numa organização da Fundação Barcelona e da organização internacional OlympÁfrica, em parceria com o Comité Olímpico e o Clube Olímpico de Santa Cruz.

Este curso, que já conta com 30 inscritos, será conduzido pela responsável da instituição internacional Marieme Ly e servirá para capacitar os técnicos nos ideais do torneio bem como nas formas de arbitragem singulares deste torneio.

O FutbolNet é um programa baseado em futebol realizado em todo o mundo e liderado pela Fundação F.C. Barcelona, onde equipas mistas de meninas e rapazes sub14, tendo como objetivo não apenas marcar mais golos, mas respeitar demonstrar fair Play dentro das 4 linhas. Nesse caso o objetivo do jogo está associado a questões como o fair-play, a amizade, o respeito ou espirito de equipa além do marcador de golos no final.

De relembrar que o município de Santa Cruz foi escolhido pela Fundação Internacional OlympAfrica, sediada em Dakar, para acolher um dos seus 43 centros existentes no continente africano e por este motivo chega essa ação de capacitação. Esta escolha foi feita por concurso através Comité Olímpico Cabo-verdiano que também irá ser um dos financiadores para a construção deste centro.